Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sperare

Sperare

01
Abr22

Nem tudo é mau com as bofetadas que damos, por vezes há um depois

Maria Oliveira

Já estamos fartos de ouvir e comentar o mesmo mas queria partilhar convosco algo positivo sobre um dos assuntos desta semana: 

"Na noite de domingo, 27 de março, o ator Will Smith pode experimentar talvez o melhor e o pior de sua vida. Ele foi ao Oscar, em Los Angeles, com uma indicação para melhor ator – e acabou levando o prêmio. Entretanto, minutos antes disso acontecer, no meio da cerimônia, ele perdeu a calma quando o comediante Chris Rock se referiu à sua esposa com um comentário infeliz sobre a doença que ela enfrenta (alopecia). Will Smith trouxe o pior de si: ele subiu ao palco e esbofeteou o apresentador.

AGRESSÕES NO OSCAR 2022: WILL SMITH E CHRIS ROCK
A piada realmente não foi nada engraçada, embora o próprio Chris Rock tenha se justificado, dizendo que ele não tinha conhecimento da doença da esposa de Smith.Todos nós ficamos chocados. Entretanto, no intervalo da cerimônia do Oscar, antes de Will Smith receber o prêmio de melhor ator por seu papel no filme “King Richard”, seu amigo Denzel Washington aproximou-se dele durante uma pausa para acalmá-lo e aconselhá-lo. Especificamente, ele lhe disse: “Tome cuidado! Em seus melhores momentos é quando o diabo vem atrás de você.”

De quem veio o conselho : vem de um grande santo da Igreja Católica: São João Maria Vianney.

Também conhecido como Cura d’Ars, ele foi constantemente assediado pelo demônio por seu grande trabalho como confessor.O santo, certa vez, comentou:

“Notei que o barulho é muito maior e as agressões – do diabo – se multiplicam quando, no dia seguint,e algum grande pecador está por vir”.Em outras palavras, a lição deste santo se aplica à grande noite do Oscar, quando Will Smith iria ter sua grande noite de glória. O santo sabia que o diabo espreita quando alguém pode fazer ou receber algo de bom. Ele quer nos desestabilizar. Mas podemos pensar que o diabo venceu quando o ator sucumbiu à violência? Para um cristão, após a queda, o melhor momento está por vir: o momento do perdão."

Quem já não experimentou a mesma situação ? acessos de raiva e agressividade para depois procurar a leveza do perdão, da humildade, do joelho no chão , e da paz que vem após a tempestade ? Este "depois" é um caminho que escolhemos ou não seguir, 

Merche Crespo - publicado em 30/03/22 , Aleteia

09
Mar22

vale a pena rezar em tempo de guerra ?

Maria Oliveira

    

Há demasiadas guerras na história do mundo para que possamos olhar para a oração como o remédio secreto que cala as armas. Então, para quê rezar em tempo de guerra? 

Se eu rezar, haverá menos tiros? A pergunta podia ser de uma criança e fere a dobra dos nossos joelhos. Há demasiadas guerras na história do mundo para que possamos olhar para a oração como o remédio secreto que cala as armas. Então, para quê rezar em tempo de guerra?

Confessar (lamentar) a nossa impotência

Nos salmos há lugar para o lamento e para o protesto, para questionar Deus “Senhor porque te conservas à distância e te escondes nos tempos de angústia?” (Sl 10, 1). Diante da nossa impotência, da insegurança que nos abala, grita a nossa incredulidade. Poder fazê-lo em verdade, estando na presença de Deus sem esconder a nossa perplexidade e a nossa mágoa (raiva) é um exercício de autenticidade que nos expõe a Deus, oferecendo-lhe a nossa verdade. Somos criaturas e há momentos em que confessá-lo desde a escuridão é deixar que se rasgue a fenda pela qual a luz pode entrar. “There is a crack, a crack in everything.” (Leonard Cohen)

Seja feita a Tua vontade

Por vezes, rezamos como se Deus pudesse bloquear os botões da guerra. Esperamos talvez por um deus do olimpo que, atuando de acordo com a intensidade de estímulos humanos, pudesse ir resolvendo o mundo através de intervenções pontuais (Pedro Castelao). Deus está, conhece, acompanha, inspira, mas não pode fazer por nós. Não é Ele que pode parar os tiros. Recordo o jesuíta francês François Varillon que, na bênção da refeição, ao ouvir a oração “Senhor dá aos pobres o pão de cada dia” imaginava em surdina a resposta de Deus: “Dá-lhes tu!” No Pai Nosso pedimos que seja feita a vontade de Deus para que aprendamos a aderir a ela. Não pedimos para resolver o mundo (não poderíamos), pedimos seja feita a Tua vontade. A vontade de Deus é salvar e reconciliar. A vontade de Deus é a paz. Como posso aderir a essa vontade neste tempo em que vivo? Que outra pergunta poderíamos fazer na nossa oração?

Não rezamos sozinhos

Rezamos e reforçamos os laços de pertença. Rezamos para que o nosso olhar não fique colado ao chão, para que mundo ferido alargue o nosso horizonte e convoque a nossa atenção e os nossos gestos. Rezamos e sabemos que os membros injustamente maltratados e violentados pertencem ao corpo da nossa humanidade. Rezamos para não nos esquecermos que somos todos irmãos. 

Receber um coração de carne

“Dar-lhes-ei um coração novo e infundirei no seu íntimo um espírito novo. Arrancarei do seu corpo o coração de pedra e dar-lhes-ei um coração de carne”. (Ez 11, 19) Sim, podemos deixar que as nossas emoções sejam tocadas pelo espírito. Podemos pedir para que a raiva e a confusão não se transformem em ressentimento e vingança. O modo como algumas pessoas russas têm sido tratadas deixa-nos em estado de alerta, e mostra-nos como é importante rezar se queremos ter em nós “os mesmos sentimentos, que estão em Cristo Jesus” (Fl 2, 5). A sensibilidade de Jesus não é em nós de geração espontânea. É certamente graça gratuita de Deus, mas pede abertura ao Espírito que pode mudar o nosso coração e moldar os nossos gestos.

Rezamos. Deixamos que a nossa solidão seja habitada por Deus. Assumimos sem voluntarismos o desejo de que através de nós a vontade de Deus se cumpra. Reconhecemos no rosto magoado de tantas irmãs e irmãos a presença que nos convoca.

Rezamos e pedimos que a guerra termine em nós, pedimos para que a nossa resposta ao mal seja o bem. Não sabemos quando param os tiros. Sabemos que podemos amar. É para isso que rezamos, para aprender a amar, pedindo o coração de carne que as nossas mãos são incapazes de criar.

 retirado de https://pontosj.pt/especial/se-eu-rezar-havera-menos-tiros/ 

21
Nov20

Números de emergência

Maria Oliveira

Não importa a tua religião, faz só essa experência .... 

NÚMEROS DE TELEFONES DE EMERGÊNCIA, que encontras na BIBLIA:

– Quando estiveres triste, liga João 14.
– Quando as pessoas falarem de ti, liga Salmo 27.
– Quando estiveres nervoso, liga Salmo 51.
– Quando estiveres preocupado, liga Mateus 6,19-34.
– Quando estiveres em perigo, liga Salmo 91.
– Quando Deus te parecer distante, liga Salmo 63.
– Quando a tua fé precisar de ser activada, liga Hebreus 11.
– Quando estiveres abandonado e com medo, liga Salmo 23.
– Quando fores áspero e crítico, liga 1 Coríntios 13.
– Para saber o segredo da felicidade, liga Colossenses 3,12-17.
– Quando te sentires triste e sozinho, liga Romanos 8,31-39
– Quando quiseres paz e descanso, liga Mateus 11,25-30.
– Quando o mundo te parecer maior que Deus, liga Salmo 90.

FONTE: paroquiaqueijas.net

  

17
Mar20

Nada te perturbe ! (nestes tempos de desânimo) ; Nada é maior que Deus

Maria Oliveira
Eleva o pensamento, ao céu sobe
Por nada te angusties, nada te perturbe
A Jesus Cristo segue com coração grande
E venha o que vier, nada te espante
Vês a glória do mundo? É glória vã
Nada tem de estável, tudo passa!
Nada te perturbe, nada te espante, tudo passa!
Aspira às coisas celestes, que sempre duram
Fiel e rico em promessas, Deus não muda
Ama-o como merece, bondade imensa
Mas não há verdadeiro amor, sem a paciência!
A confiança e fé viva mantém a alma
Quem crê e espera, tudo alcança
Deus não muda! A paciência... tudo alcança!
Do inferno acoçado, embora se veja
Enganará seus furores, quem a Deus tem
Que lhe venham desamparos, cruzes e desgraças
Sendo Deus, o seu tesouro, nada lhe falta!
Ide, pois, bens do mundo, pois tudo é nada
Ainda que tudo percas, só Deus basta!
Quem a Deus tem, nada lhe falta
Só Deus basta!
 
Fonte: Musixmatch

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub